Cruzeiros de Aventura em Galápagos

Explore as incríveis Ilhas Galápagos a bordo de um cruzeiro em barco pequeno. Descubra o berço da Teoria da Evolução de Darwin.

Um cruzeiro em Galápagos deve estar no alto da lista de objetivos da maioria das pessoas. As Ilhas Galápagos apresentam intriga e fascínio para aqueles que buscam vivenciar um dos poucos encontros espetaculares com vida selvagem ainda possíveis. Com sua beleza natural e pura, as isoladas Galápagos são melhor vistas de barco – mais especificamente, em um cruzeiro ou live aboard de luxo que ofereça diferentes níveis de acomodação a bordo. Fazer um cruzeiro em barco pequeno em Galápagos garante que você terá acesso aos melhores locais de visita, muitos dos quais não permitem barcos maiores.

Para preservar a beleza natural das ilhas, o Parque Nacional de Galápagos reduziu o número de visitantes aos locais de visita, requerendo que os barcos aguardem 14 dias antes de voltar à mesma área. Isso significa que a maioria dos barcos oferece itinerários alternados para cobrir o máximo de locais possível. Fuja das multidões e explore as ilhas em um Cruzeiro nas Galápagos em pequenos grupos e com experientes guias naturalistas. Todos os cruzeiros em barcos pequenos comportam entre 12-100 passageiros, garantindo um serviço e uma experiência mais personalizados.


As Ilhas Galápagos ficaram famosas quando o cientista britânico Charles Darwin baseou sua teoria da evolução em descobertas que fez aqui. Composta de aproximadamente 13 ilhas vulcânicas, quase 95% desta área é agora parte do Parque Nacional de Galápagos e um patrimônio mundial da UNESCO.

Um cruzeiro em Galápagos oferecerá uma experiência verdadeiramente única. Das incríveis paisagens que parecem ter saído da era jurássica à vida marinha endêmica com até 26 espécies nativas em seu habitat natural, realmente não há lugar no mundo como as Ilhas Galápagos.

MELHORES TOURS EM GALÁPAGOS

Enquanto há muitas coisas para se ver e fazer nas Galápagos, alguns dos melhores tours envolvem visitas aos seguintes destinos:

Ilha de Baltra - Lar do primeiro aeroporto das Galápagos, muitos dos cruzeiros saem e retornam para a ilha de Baltra.

Estação Científica Charles Darwin - Localizada em Puerto Ayora, na ilha de Santa Cruz, uma visita à Estação Científica Charles Darwin geralmente acontece no início ou no fim da viagem. A estação é um centro de informações, biblioteca, museu e centro reprodutivo de tartarugas que serão reintroduzidos na natureza.

Tortuga Bay - Localizada na Ilha de Santa Cruz, Tortuga Bay ganhou seu nome das tartarugas marinhas que botam seus ovos aqui. Com uma linda praia de areia branca, Tortuga Bay também oferece snorkeling excelente.

Reserva El Chato - Também localizada em Santa Cruz, esta reserva é dividida em duas áreas: Chato e Caseta. Durante a estação seca, a reserva fornece aos visitantes a chance de ver tartarugas-gigantes na natureza.

Ilha Floreana Localizada ao sul das Galápagos, Floreana é onde fica “Post Office Bay”, onde baleeiros colocaram uma caixa de correio não oficial na esperança de que suas cartas fossem enviadas para casa. A ilha é também um ótimo lugar para se ver flamingos e tartarugas marinhas.

Ilha Isabela - A maior ilha do arquipélago, Isabela foi formada por cinco jovens vulcões que se aglomeraram. Com um misto de extensos campos de lava ao norte e vegetação densa e mangues vermelhos ao sul, a Ilha Isabela oferece muitos locais excelentes nas Galápagos.

Para mais informações sobre as principais ilhas visitadas pelos cruzeiros em Galápagos, por favor veja nossa página Cruzeiros nas Ilhas Galápagos.

MELHOR ÉPOCA PARA VELEJAR EM GALÁPAGOS

Devido a sua proximidade com a linha do equador, as Ilhas Galápagos recebem pouca chuva e não há exatamente uma época melhor para ver a vida selvagem. A região tem duas estações principais: a estação quente e úmida, de dezembro a junho, e a estação fria e seca, de julho a dezembro. De janeiro a maio é a época em que tartarugas verdes e iguanas marinhas fazem seus ninhos, enquanto junho marca o início da reprodução para os leões-marinhos. Os lobos marinhos, por sua vez, começam a se reproduzir em agosto, que é também o mês em que as tartarugas gigantes da Ilha de Santa cruz botam ovos. Águas ricas em nutrientes trazidas pela corrente de Humboldt em agosto oferecem excelentes oportunidades para fazer snorkeling com filhotes de lobos-marinhos. A observação de golfinhos e baleias é bastante comum entre setembro e novembro no caminho para a Ilha Fernandina. Muitas espécies – como os atobás-de-patas-vermelhas e mascarados, cormorões, pinguins e flamingos – se reproduzem e fazem ninhos o ano todo.

COMO CHEGAR ÀS ILHAS GALÁPAGOS

As Galápagos estão localizadas no leste do Oceano Pacífico, a 1000 quilômetros da costa do Equador. Voos internacionais geralmente aterrissam nos aeroportos de Quito ou Guayaquil, localizados no continente, e voos diretos estão disponíveis saindo de São Paulo. Para chegar às Ilhas Galápagos é necessário pegar um voo doméstico ou de Quito ou de Guayaquil. Estes voos geralmente não estão incluídos no custo do tour, mas podem ser providenciados no momento da reserva com o Liveaboard.com. É recomendável que você providencie seus voos domésticos ao reservar seu cruzeiro nas Galápagos, para garantir que você chegue com tempo de sobra para embarcar no cruzeiro.

De onde saem os cruzeiros nas Galápagos?

A maioria dos cruzeiros nas Galápagos sai ou da Ilha de Baltra, ou da Ilha San Cristóbal – onde há dois aeroportos domésticos – ou de Puerto Ayora, em Santa Cruz. Sua operadora providenciará um transfer para te levar do aeroporto até seu barco

Pouquíssimos barcos saem diretamente do continente, uma vez que a maior parte da aventura está nas próprias Galápagos, então você vai aproveitar sua viagem muito mais se começar diretamente nas ilhas.

DICAS PARA UM CRUZEIRO EM GALÁPAGOS

Quando se planeja uma viagem para Galápagos, há algumas coisas a serem levadas em consideração. Abaixo estão algumas dicas para te ajudar a tirar o máximo desta oportunidade única:

Planeje com antecedência - Para evitar decepções, é melhor planejar seu cruzeiro em barco pequeno pelas Galápagos com bastante antecedência. A maioria dos iates esgota suas vagas ao menos seis meses antes, então tente reservar cedo. Tendo dito isso, às vezes há boas ofertas devido a cancelamentos; então se você decidiu fazer um cruzeiro nas Galápagos de supetão, é uma boa ideia checar as ofertas de última hora. Esta é uma maneira mais econômica de ver as Galápagos, mas você corre o risco de não achar vagas.

Chegue cedo - Recomenda-se que os hóspedes cheguem pelo menos um ou dois dias antes da data de embarque em caso de atrasos nos voos. A última coisa que você quer é perder alguns dias do seu tão esperado cruzeiro e ter que se juntar ao tour depois.

Escolhendo a viagem certa - Como mencionado antes, os iates são proibidos de voltar à mesma área por 14 dias. Por este motivo, você verá muitos itinerários diferentes. A maioria dos barcos se esforça muito para agendar os itinerários, então não importa qual você escolher, você terá uma experiência memorável. As viagens mais curtas são as de quatro dias, sendo que maioria dura oito dias – no entanto, a melhor maneira de ver as Galápagos e tudo que elas têm a oferecer é fazendo dois itinerários consecutivos de sete noites, assim você cobre a maioria das ilhas e pontos de visita. Barcos de vários tamanhos estão disponíveis para se velejar pelas Ilhas Galápagos; para mais informações, veja nossa página Melhores Cruzeiros em Barcos Pequenos nas Galápagos.

Cruzeiro versus Ilha-a-Ilha - Apesar de ser possível explorar alguns dos pontos de visita e ilhas em Galápagos ficando em um hotel e passeando de ilha em ilha, apenas algumas regiões do Parque Nacional de Galápagos são acessíveis por barcos de um dia. Fazer um live aboard é única maneira de realmente explorar os 40 sítios do Parque Nacional, com o benefício de chegar a eles cedo, antes de qualquer outro tour.

O que levar na mala - Um bom par de botas de trekking ou caminhada são essenciais para as trilhas que você vai explorar. Também é bom levar um par de sandálias a prova d’água para andar na praia ou em terrenos alagados. Com relação às roupas, não se preocupe em trazer muito. Recomenda-se um casaco leve à prova d’água, óculos escuros, chapéu, um suéter leve para noites mais frias, repelente de insetos e roupas leves de manga comprida para proteger do sol. As Ilhas Galápagos ficam em cima do equador, então um bom protetor solar é essencial. Para as noites, a vestimenta recomendada varia de barco para barco, mas será no máximo smart casual – elegante, mas informal.

Equipamento para snorkeling - A maioria dos iates em Galápagos fornecerá o equipamento completo para snorkeling, mas recomendamos que você leve o seu caso o tenha e caso seja fácil de carregar – especialmente se você tem sua própria máscara ou precisa de uma máscara especial. Trajes de neoprene geralmente não estão incluídos no custo da viagem, mas alugar um pode ser uma boa ideia: eles te mantêm aquecido e te protegem do sol.

Conselhos de viagem para Galápagos - Você precisará de um passaporte com pelo menos seis meses de validade restante para entrar no Equador. Brasileiros não precisam de visto para entrar no país. A moeda local é o dólar americano e a maioria dos iates aceita cartão de crédito. Se for levar dinheiro, tente levar notas menores – muitas lojas e restaurantes não aceitam as notas de 100. Também se recomenda levar dinheiro trocado para dar de gorjeta à equipe do seu cruzeiro.

Contate nossa equipe de reservas para discutir seu próximo cruzeiro de aventura para as incríveis Ilhas Galápagos


Galápagos Comentários

  • 9,1 Soberbo
  • 5 Comentários Verificados